28 de setembro de 2009

Desabafo (1)!


Esse texto veio de última hora!!!


A inocência é o simples fato de não pensar maldades ou não agir com segundas intenções.
Inocente não é um cara que erra sempre e quem não é inocente, também pode errar.
Quem tem em mente que acreditar em segunda chance e até terceira é incencia, esse sim é inocente, porque todos erramos e um dia alguém teve que te dar uma segunda chance para corrigir um defeito.
Defeitos graves ou não, todos podem ser corrigidos quando se tem a intenção e alguém que apoie essa mudança.
Pré-julgamento é inocência.
Preconceito é inocência.
O ser humano é o animal mais burro que existe, porque acreditam que são os mais inteligentes.
Um homem que se julga o forte, o machão.
Uma mulher que se acha a linda e gostosa e na verdade não é um terço disso tudo.
Um cara que acha que não é inocente e erra.
Outro que diz ser inocente e apronta.
Burro porque erra e mesmo assim não aceita erros.
Fala o que não deve, mas não quer ouvir depois.
Xinga sem pensar.
Vê apenas o que lhe interessa.
Visão ampla e longa é só para as águias mesmo.
Ouvir muito bem as coisas, ficou para os morcegos.
Senir cheiros de tanta distancia, deixem para os cachorros.
Correr muito sem cansar, os cavalos fazem isso.
O que restou para o ser humano?
Fraquezas, erros, consciencia, mente limitada ao que conhece.
A racionalidade do ser humano é mais irracional do que a irracionalidade do cachorro.
E agente ainda se acha os donos do mundo.
Medo todos temos,
errar todos erramos,
falhar todos falhamos...
Mas isso tudo é o que tornará você o cara, ou a mulher, experiente de daqui vinte ou trinta anos.
Um menino de 20 ou 22 anos pode até ter bastante experiencia, mas se ele se manter aprendendo com seus erros, quando tiver 50 será ainda mais experiente e inteligente.
Uma pessoa que acha que sabe tudo e que não precisa aprender nada, ignora os erros dela e briga com os outros quado erram.
Mas não percebe que, às vezes, seus erros tenham sido asas de borboletas que bateram a dez anos atras e hoje se tornou uma tempestade. (Não é exatamente desta forma que fuciona, mas apenas tento exemplificar).
Que talvez tenha sido a causa principal de um erro do próximo!
Falar e aconselhar é diferente de mandar e obrigar.
Quando se da conselhos, não se pede para aceitá-los, apenas deseja isso como amigo ou amiga.
Quando se recebe um conselho, pode segui-lo ou não, você não tem obrigação nenhuma.
Quem erra sabe que errou.
Mas se não tivesse errado, não saberia se fez o certo.
O que é certo e errado?
É certo dirigir bebado?
Mas e se tua mulher grávida ta pra ter o filho e você não tem outra alternativa? Você estará fazendo o certo ou o errado?
É certo furar o sinal o vermelho? Mas e se um cara se aproxima armado e você consegue perceber antes de ser surpreendido. Vai furar o sinal ou ficar ali parado?
É errado acreditar que alguém pode mudar? Mas e quando você mudou, não tinha alguém acreditando em você?
É errado querer se expressar escrevendo? Mas e você, acha certo não dar ouvidos e ignorar a realidade?
Humano deveria usar uma página inteira de um dicionário.
Ninguém consegue explicar as reações.
Ninguém consegue entender plenamente a consciencia.
Quando se pensa em fazer o bem, se esquece de si mesmo, mas quando pensa em você mesmo, está sendo egoísta.
Quando se quer ajudar alguém, você pula em rios, dá a mão pra amigo levantar, ri da uma piada sem graça e quando pega o amigo chorando, não briga com ele, apenas senta ao seu lado e diz que está ali.
Há necessidades que não se resolvem com briga, às vezes nem com conversa, muitas só de ficar quieto com a mão sobre o ombro do amigo já é o suficiente.
Chorando por perder um namorado. Pode ser um moleque, pode não prestar e pode só sacanear.
Mas o que a pessoa precisa é ouvir um "Estou aqui se precisar".
Depressão não se resolve com gritos, sim com carinho.
Medo não se resolve com briga, sim estando ao lado.
Raiva não passa com mais briga, sim com alguém dizendo "Calma, não vale à pena."
Bater não compensa, xingar não resolve, discutir não leva a nada.

23 de setembro de 2009

Trânsito, está na hora de acordar para esta realidade!


Um carro derrapa na chuva e acerta um poste. Motorista morto e passageiro com fraturas incalculáveis.
Uma moto tenta uma ultrapassagem arriscada é atinge de frente uma van. Piloto morre na hora e o motorista da van, sorte se estiver com cinto, só se machuca um pouco se manter o controle, mas caso fique agitado pode jogar o veículo para cima de outro ou de pedestres. Mais mortes e ferimentos.
Um ônibus passa no sinal vermelho e um carro vindo em alta velocidade não consegue parar. Passageiros machucados e o motorista do carro provavelmente será internado no hospital, isso se não ocorrer o pior.
Dois moleques em um carro, bêbados e em alta velocidade na avenida Mato Grosso atingem um veículo de uma garota linda que só tentava chegar em casa após uma festa. Nada acontece com os dois, nem se quer penalidade judicial, mas e a menina? Acreditem, passou pelos piores momentos da sua vida e sua família e amigos rezaram juntos pela sua melhora. Graças a Deus está viva e consciente, mas quando será que o trauma será superado? Quando será que voltará a ter todas as suas capacidades de antes do acidente? Rezamos agora por essa benção!
Trânsito, difícil ficar nele, difícil falar dele, difícil sair vivo dele.
Quando que alguém poderá sair de casa para uma festa sem a preocupação de sofrer um acidente?
Quando você poderá deixar seu filho sair com amigos, sem a preocupação de sofrer um acidente?
Quando deixará sua esposa sair com uma amiga para o shopping, sem a preocupação de sofrer um acidente?
Quando você entrará em um carro sem pensar que deve ter muito cuidado, pois pode ser que sofra um acidente?
Se querem mesmo saber, nunca, ao menos enquanto tentam descobrir essas respostas.
As respostas para essas perguntas devem estar na sua cabeça, não o “quando” e sim o “o que eu posso fazer para melhorar”.
Pensem, reflitam. Um carro não é uma arma, ao menos não foi criado com essa intenção.
Uma moto não serve para voar, e sim para ser econômica e ágil.
Se quer chegar mais cedo, acorde mais cedo. Se está atrasado, melhor atrasar para o serviço do que adiantar sua ida para o céu.
Seja esperto, aprenda a dirigir. Não diga “EU SEI DIRIGIR” e sim “EU SOU UM BOM MOTORISTA”. Quem sabe dirigir? Até uma criança, hoje em dia, aprende a dirigir em carros elétricos de pequena cilindrada. Quem sabe realmente dirigir?
Você sabe dirigir?
Se está cruzando uma rua e outro carro simplesmente invade a preferencial. O que você faz?
Eu sei que aqui você vai responder, “Eu freio e deixo-o passar”, mas na hora H você vai dizer, “Ele que ta errado, se bater é ele que paga”. ELE QUE PAGA??? Existe preço para a sua vida???
Você se considera tanto um lixo assim que sua vida tem preço?
A vida lhe foi dada como presente, você não comprou em um leilão ou em oferta numa loja de R$1,99.
Se percebe um motoqueiro indo à sua esquerda entre os carros estacionados e o seu, sendo que você está dando seta para virar exatamente para o mesmo lado. O que você faz?
Tudo bem de novo, eu sei que responderá certo. Mas na hora você pensa: “Foda-se ele, quem mandou fazer ultrapassagem arriscada. Vou fechar ele e se cair o problema não é meu.”
Não pense assim, o problema é seu sim. Porque uma coisa que aprendemos na auto-escola é justamente a direção defensiva.
Você sabe o que é isso? Direção Defensiva.
Simples. Dirigir sempre prevendo o que pode acontecer, estando certo ou errado deve sempre evitar a colisão ou o atropelamento.
ATROPELAMENTO!!! Muito bom eu ter lembrado disso.
Trânsito não é só de carros não, tem o trânsito de pedestres também e acredite, todos temos os mesmos direitos.
Quando o sinal se abre, muita gente ainda estará passando pela faixa, atravessando a rua. Espere e depois vá. Mas muita gente fica buzinando ou acelerando o carro como ameaça para apressar o pedestre. Para que isso?
Mas e quanto a você pedestre? Porque não anda um pouquinho mais rápido e para de achar que você tem sempre razão!
Hoje mesmo eu topei com um caso em que o carro já estava no meio da rua e a menina correu para passar na faixa, quase foi atropelada e ainda xingou o motorista do carro.
Para que xingar? Quem pediu para ser atropelado? O motorista mirou, focou o alvo e pisou fundo até alcançar o pedestre? Nãooooo, foi a infeliz que acha que está sempre certa que resolveu correr na frente mesmo vendo o carro se aproximando.
Acidentes, atropelamentos, colisões.
Mortes, ferimentos, famílias desesperadas.
Um dia você está voltando de uma festa, bêbado. Alguns metros da sua casa você não consegue perceber uma pessoa andando na rua e por estar com os reflexos alterados não consegue desviar. O atropelamento é inevitável e a vítima fica ali desacordada e caída.
Bêbado, e para piorar, sem carteira de habilitação. Desesperado você simplesmente corre para casa e entra com o carro na garagem.
No dia seguinte diz para todos que atropelou um cachorro, por isso o quebrado na frente do carro, mas sua consciência não te deixará mais em paz, principalmente se olhar nas notícias e ver que encontraram uma pessoa morta exatamente onde atropelou aquele pedestre.
Agora pense o contrário.
Você é pai de uma menina que resolve sair para festa com amigas, na volta pega carona com uma delas que a deixa algumas ruas de distância da sua casa, no caminho é atingida por um veículo conduzido por um homem bêbado, mas só a vítima sabe disso. Você como pai fica preocupado por ver que sua filha não voltou pra casa, então seu telefone toca e a policia lhe informa que encontraram o corpo de sua filha atropelado e sem vida.
Você por acaso, através de amigos aqui e ali, desesperado e com a cabeça estourando, descobre que o seu vizinho é o homem bêbado que atropelou sua filha.
O que você faria?
Acredite, eu não tenho coragem de admitir a minha resposta.
Você tem?
Você perdoaria um cara que matou sua filha por ignorância, molecagem, graça de sair de carro e beber todas com os amigos?
Raros os que iriam.
Trânsito, está na hora de acordar para esta realidade.
Qual o motivo de eu ter escrito este texto?
O simples motivo de uma grande amiga, amável menina, linda e única.
Vítima de um acidente de carro onde ninguém foi punido e a justiça também não está atuando como deveria.
Ela sempre foi o chaveirinho da turma de amigos.
Sempre foi o centro das atenções dos meninos.
Assumo que eu era louco por ela.
Mas e agora? Onde ela está? Como está?
Viva, por que Deus tem piedade e sabe que ela foi vítima de um desses moleques que bebem e vão fazer graça com o carro da mamãe, de tanque cheio e som alto!
Aonde está uma mãe dessas? Apoiando os meninos para que nada aconteça com eles.
Aonde está a família da vítima? Mais preocupados com a recuperação da filha do que com justiça, apesar de todos estarem torcendo por isso!
JUSTIÇA!
Vingança não leva a nada, mas o quão essa garota era adorada, não me espantaria que alguém tivesse alguma atitude mais desesperada. Apesar de eu considerar isto também um erro grave.
Vingança não leva a nada.
Violência só gera violência.
Álcool só gera desgraças.

ESTÁ NA HORA DE ACORDARMOS PARA ESTA REALIDADE!!!

Se quiser beber, não dirija.
Se for dirigir, não beba.
Se achar difícil cumprir isto, então nem saia de casa.
Não deixe que uma garrafa de cerveja torna sua vida um inferno!

15 de setembro de 2009

Sertanejo é ponto de vista.


Todo mundo diz que fim de namoro e sertanejo combinam, alias, não combinam, porque faz você se remoer por dentro e ficar pensando na pessoa, mas isso é uma questão de ponto de vista e de tempo, vou esclarecer melhor as coisas colocando cada etapa após o término do namoro.

- Primeira Etapa: Fase do orelhão estragado!

Você namorou durante quatro anos e um dia sua namorada diz que não da mais certo e quer terminar. De imediato você nem vai se preocupar direito, porque sua ficha não vai cair na hora, você vai ficar mais ou menos quatro dias sem nem sequer lembrar do fim do namoro ou no máximo pensando que foi só uma crise de TPM ou algo parecido, que logo ela te procura.

- Segunda Etapa: Fase do “Ninguém me ama, ninguém me quer”.

Passado esse tempo, sua ficha agora caiu e então pronto, seu mundo desaba, depressão, lágrimas, promessa de futuro vão por água abaixo. Durante um período que pode ser de dias ou até meses você não vai poder ouvir uma música sequer sertaneja que vai falar: Essa música foi escrita pra mim!

“Primavera chegou seu amor me pegou,
E eu te amei te amei,
Quantas flores colhi nos jardins dos meus sonhos,
E te de,
Flores folhas e frutos caindo esse amor consumindo,
Eu me entreguei,
Foi loucura paixão foi amor sedução
O que foi não sei,
Te amei demais, você nem viu e eu chorei,
Te amei demais, você sorriu e eu chorei,
Você foi o verão vendaval de ilusão, foi o temporal,
Foi o frio no inverno o amor mais eterno,
O bem e o mal,
Eu te quis como a mãe quer um filho,
A luz quer o brilho,
Tão natural,
Meu amor seu amor o espinho da flor,
Amor de carnaval”
(Bruno e Marrone – Amor de Carnaval)

“Eu caminhei sozinho pela rua
Andei com as estrelas e com a lua
Deitei num banco da praça tentando te esquecer
Adormeci e sonhei com você
No sonho você veio provocante
Me deu um beijo doce e me agarrou
E bem na hora H no ponto alto do amor
Já era dia e o guarda me acordou
Seu guarda eu não sou vagabundo,
Eu não sou delinqüente,
Sou um cara carente,
Eu dormi na praça, pensando nela,
Seu guarda seja meu amigo,
Me bata me prenda,a faça tudo comigo,
Mas não me deixe, ficar sem ela.“
(Bruno e Marrone – Dormi na Praça)

- Terceira Etapa: Fase do “tiroteio” e do “pouco caso”.

Mais algum tempo se passa e logo você percebe que todos aqueles sertanejos que você queria distância, agora você quer é ouvir, porque percebeu que existem muitas músicas que são mais a sua cara do que você pensa e que acima de tudo te faz pensar: Quer saber? Eu vou é aproveitar a vida e esquecer quem diz que não me quer.

“Ela é atriz, ela faz cena,
Ela mete uma pressão
Se joga na minha frente,
Me engana não
Feito Cobra Mal matada,
Ela rebola eu passo mal,
Com o nariz empinado,
Ela é a tal
Se eu mando um xaveco, ela finge não ouvir
Mas seu eu grito Olha bruxa vem discutir
Sua psicologia tá um tanto qual errada
Ou me aceita duma vez ou tá danada
Você diz que não me ama,
Você diz que não me quer
Mas vive pagando pau, qual é que é.
Todo dia seu teatro é exatamente igual,
Você finge que me odeia,
Mas no fundo Paga Pau."
(Fernando e Sorocaba – Pagando Pau)

“Já paguei que eu devia
Graças a deus eu to sussegado
Eu puz o burro na sombra
E tô levando até meu cunhado
Enchi o tanque do carro
Comprei cigarro e uma pinga boa
Juntei a traia de pesca
Vai se uma festa lá na lagoa
Falei pra minha patroa
Que a farra é boa
E bem comportada
E vou com os alguns amigos
Não tem perigo nessa parada
Não ponho a cara pra fora
Nem jogar bola ela quer deixar
O jeito que tem agora
É falar pra ela que eu vou pescar
Que pescar que nada
Vou beijar na boca
Ver a mulherada na madrugada
Ficando louca
Que pescar que nada
Vou matar a fome
Lá ninguém se mete,
Vai ter sete pra cada homem”
(Bruno e Marrone – Que pescar que nada)

Logo chega a última fase, que é variável de pessoa para pessoa.

- Quarta Etapa: Fase do “Agora aproveitei” ou do “Namorar nunca mais”.

Esta fase é o seguinte:
Se você é do tipo mais tranqüilo que prefere ter alguém para curtir e ficar mais sossegado, você vai ser um dos “Agora aproveitei”, mas caso você tenha ficado muito abalado por ter se entregado tanto a um namoro que acabou te trazendo muitos problemas e sofrimento, talvez você vá para a fase do “Namorar nunca mais”.
“Agora aproveitei” é típico de quem já tem certa idade ou de quem curte mais um programinha á dois, um barzinho com amigos ou um filme em casa de baixo dos cobertores e normalmente para quem não tem medo de acabar se magoando de novo.
“Namorar nunca mais” é mais uma fase de medo, quando você acha que todas as mulheres para quem você se entregar vão fazer a mesma coisa que sua ex fez, ou inverta caso seja do sexo oposto, pois isso não acontece só com homens.
Para essas fases existem também musicas sertanejas que podem te dar uma noção melhor do que estou falando, como por exemplo:

“Agora aproveitei”

“Não adianta desfarçar, você não me engana
Meu coração tá me dizendo que você me ama
Vai ficar comigo
Ta escondendo o jogo
Porque você já sabe que se a gente se tocar, vai pegar
Fogo,
Quero chegar mais perto mas você fica inibida
Mais cedo ou mais tarde não vai ter outra saída
Vai ficar comigo
Vai entregar o jogo
Quando sentir o gosto do meu beijo você vai viver de
Novo,
Não fique encabulada
Me conte o seu segredo
Será que na primeira vez você morreu de medo
Aposto que comigo vai ser muito diferente
É só me dar uma chance
Iê iê iê...
Reage, levanta, sacode essa poeira
Senão você pode ficar sozinha a vida inteira
Não jogue tudo fora
Quero você agora
Eu sinto que você nasceu pra mim”
(Vitor e Léo – Escondendo o jogo)

“Namorar nunca mais”

“Elas me falam,
Que eu tenho cara de safado,
Que eu sou mulherengo,
Um cara muito assanhado.
Elas me falam,
Que eu fico olhando pras meninas,
Se tem um rabo de saia,
Eu já vou logo dando em cima,
Eu não tenho culpa,
Se elas tem sexto sentido,
Nem vou negar,
Que eu sou um pouquinho atrevido,
É que eu só quero namorar,
Não nasci pra casar
Prefiro ser amante do que ser um amigo.
Eu quero beijar na boca,
O meu negocio é ficar,
Comigo vale tudo você pode apostar,
E se pintar um clima ate deixo me morder e me xingar.”
(Bruno e Marrone – Rabo de Saia)

Dedicatórias (Quarta)


Linda,
Fascinante,
Bagunceira,
Já bebeu pra caralho,
Já se divertiu muito,
Já teve medo,
Já precisou de amigos,
Já se apoiou na família,
Já sofreu de amor,
Já fez alguém sofrer de amor,
Já teve depressão,
Já sentiu a dor do parto,
Já teve a depressão pós-parto,
Já superou as depressões,
Já foi conselheira,
Já pediu conselhos,
Já foi louca de ciúmes,
Já ta curada desse mal,
Algumas vezes até pra mim ela já foi mãe,
Outras ela foi amiga,
Mas nunca deixou de ser irmã.
Sentimento de amor que não se compara a nenhum outro...
Sentimento puro,
Com uma pessoa assim ao seu lado,
Não se pode pedir mais nada né?
Agora quando ela vem, ela não vem sozinha...
Agora ela vem com outra pessoa ao lado, SEMPRE...
Mas falo dele depois...
Ela me ensinou muito...
Uma das principais coisas é que não se deve comer batata com ovo na hora do almoço, principalmente se um dos dois estava estragado... heheh...
Mas sério, ela me ensinou a aceitar as pessoas...
Sem preconceitos, sem diferenças, com ela não existe isso...
Ela mostrou que nós somos todos iguais, independente das diferenças.
Ela sempre me aconselhou sobre mulheres, relacionamentos,
Sobre como lidar com as coisas e com as pessoas,
Ela simplesmente é o motivo de eu ser como sou com as mulheres,
De eu ser como sou nos meus relacionamentos.
Mas isso, só quem já esteve comigo vai saber...
Maninha linda... eu te amo muito e você vai poder contar comigo sempre.
Beijos!!!

8 de setembro de 2009

Inferno Astral


Tudo vai bem, sua vida, emprego, família, parceiro(a), filhos.
Um dia simplesmente acontece alguma coisa de ruim, como, por exemplo, perder o emprego...
Isso acarreta uma série de outros fatos que te desestabilizam totalmente.
Quando você para pra ver, se depara com uma situação de caos total onde não acha apoio em nada e em ninguém, tudo desanda e desaba.
Casos que incluem até morte de parentes, sejam repentinas ou já esperadas, infelizmente.
Parece que tudo está dando errado na sua vida e nisso você desequilibra e acaba se deixando levar pelo que foi chamado, pela colaboradora deste texto, de Inferno Astral.
Nome não de exato significado, mas com grande força de expressão, que é a intenção.
Eu já passei por um ou mais momentos assim em minha vida, a minha colaboradora também disse que passou e assim foi com várias pessoas que conversei.
Todos têm algum momento na vida, ou mais, em que achou que não aguentaria continuar andando, mas hoje estão aí, firmes e fortes.
Pessoas que não conseguem lutar contra este mal acabam se punindo de formas severas, inconscientemente, seja entrando em depressão ou desenvolvendo doenças que acabam sendo apenas de fundo emocional.
Sabem o texto “Distúrbios Mentais” também escrito por mim? Mais ou menos aqueles problemas que acabam sendo gerados por um descontrole emocional causado por traumas ou épocas em que nada vem dando certo.
A mente é uma incógnita muito grande que acaba se auto-flagelando para demonstrar a necessidade que tem de superar os problemas, mas de forma não razoável pode levar a loucura, literalmente falando.
Quando perceber que está desanimando, tudo tem dado errado, um parente faleceu ou amigo próximo, sua empresa te demitiu, não se preocupe, pois isso é uma fase.
Erga a sua cabeça, olha para frente e continue caminhando, pisando firme com um sorriso no rosto.
Continue sendo você mesmo e não pense que uma mudança radical pode acabar estragando tudo ainda mais, pois, às vezes, é disso que você precisa.
Agradeço a atenção e espero que todos consigam lidar com seus “Infernos Astrais” de maneira calma, feliz e simplesmente vivendo a vida!

Colaboradora: Lilian Martins!

Meio Ambiente, ética e respeito!


Existem diversas fontes hoje de informação sobre como cuidar do meio ambiente, passando também para todos o conhecimento sobre a necessidade do mundo e o caos que nos espera se continuarmos a simplesmente não fazer nada para melhorar.
Ninguém pensa quão importante são as florestas e rios e simplesmente não prestam um simples favor ao meio ambiente, jogando o lixo em seu devido lugar.
Quando você come um pedaço de carne de vaca, você acha que esse pedaço chegou até você porque? Não seja hipócrita de dizer: "Porque o açougue vendeu pro meu pai...". Pense, olhe à sua volta e veja quantas coisas você tem na sua casa feitas de madeira, quantos cadernos você já usou em toda a sua vida e de onde eles saíram, quantos lápis você já apontou até não conseguir segurar mais.
É, engraçado quando se para pra pensar nisso não é? Não, não é engraçado.
Nao tem graça nenhuma todo mundo só sugando e sugando da natureza sem nem sequer se preocupar em dar algo em troca, como uma simples muda de árvore que você planta, ou a simples ação de jogar o lixo no lixo e pronto.
Estava em um rio esse feriado de 7 de Setembro e haviam crianças brincando no rio, amigos deixando a correnteza os levar, batendo as mãos nas pedras e ralando um pouco as pernas ou a bunda, parece idiota, mas o idiota não éramos nós e sim o cara que jogou uma lata de sardinha aberta no rio e quando eu fui ajudar uma amiga que ia descer a correnteza eu apoiei a mão sobre ela e, quando vi do que se tratava fui logo levando para fora do rio e joguei no cesto de lixo. Mas quantas pessoas não devem ter se cortado com aquela lata? Quantas crianças brincando no rio não tiveram seus pés cortados ou as mãos, brincando de cair no rio. Coisas até piores que isto poderiam acontecer, como por exemplo alguns dos que se cortaram, poderiam ter pego tétano ou gangrena no membro atingido. Como fica a vida da pessoa quando pensa que perdeu um pé porque um "sem noção" jogou a latinha no rio.
Andando por uma trilha também encontrei um solado de tênis, borracha pura. Sabem quanto tempo leva para a borracha se desfazer e ser absorvida pela natureza? Olhem a figura e se espantem. Quem jogou aquilo ali não pensou que quando seu neto fosse passar pela mesma trilha, talvez encontrasse essa borracha. Quem sabe não foi meu bizavô que jogou aquilo ali? Não se preocupe, agora nunca aparece culpados.
Quantas bitucas de cigarro não vemos jogadas no mato e no chão e boiando nos rios? Se cada fumante tivesse a noção do mal que está fazendo, deixariam todas suas bitucas em um canto para logo jogar no lixo, onde não correria o risco de prejudicar o meio ambiente, ou pior, causar uma queimada onde o próprio ser ignorante possa ser intoxicado com a fumaça ou até se queimar tentando apagar o fogo. Se bem que é pouco provável que se queime tentando apagar o fogo, porque com certeza não tentaria e logo metade da mata seria tomada por chamas, matando diversos animais e acabando com boa parte da mata nativa, pior se for nas encostas de rios, que ainda poderia causar mais mal ainda, como o assoreamento do rio pela falta de mata ciliar.
Gente, se liga...
Se você fizer a sua parte, o mundo pode mudar e melhorar.
Seja menos egoísta e pense um pouco além do seu próprio umbigo.
Talvez assim você consiga ter o prazer de contar alguma história de honra ao seu neto, dizendo que você ajudou a mudar o mundo. Pois se assim não for, talvez você nem consiga ter netos!
Até mais!

5 de setembro de 2009

Dedicatórias (Terceira)

Só quem conhece pode dizer o que ele realmente é...

Quando eu precisei de força, ele me deu...

Quando eu precisei de ombro, ele me deu...

Quando eu tive medo, ele me ajudou a superar...

Quando eu arranjei inimigos, ele enfrentou todos...

Quando eu consegui uma conquista, ele me parabenizou...

Quando eu precisei de um amigo, novamente ali estava ele.

Inteligente, porém preguiçoso...

Esperto, porém radical demais...

Perspicaz, porém muito desatento...

Ele é o balanço exato do que é bom e do que é ruim...

Não sobra nenhum dos dois, porém também não falta nada...

Ele sempre consegue o que quer...

Falta de dinheiro não é problema para ele...

Quando moleque, queria ir para a Pantaneta...

Vendeu o celular que tinha para ter dinheiro para ir...

Conseguiu ir...

Se divertiu e quando voltou conseguiu rapidinho outro aparelho!

Quando quis um Skate para brincar...

Vendeu sua bicicleta...

Conseguiu o Skate e tomou muitos tombos!

Sempre dava um jeito de conseguir o que queria, e conseguia.

Um dia o moleque cresceu...

Quis casar...

Muitos disseram: “Não é a hora ainda, espera mais um pouco.”

Não...

Para ele era a hora exata...

Casou...

Se estava no momento eu não sei dizer...

Mas deu certo...

Como tudo o que ele quer...

Hoje ele tem uma esposa companheira...

Uma casa muito bonita...

Uma churrasqueira no fundo...

E um Gira Grill que eu ajudei a comprar de presente de casamento!

O que aprendi com ele? Devem estar se perguntando isso...

Aprendi a me virar...

Aprendi a me defender...

Aprendi a ser firme...

Aprendi a conquistar o que desejo...

Aprendi que nem sempre agente tem tudo o que quer...

Mas sempre podemos conseguir pelo menos um pouco do que não temos...

Aprendi a olhar para mim mesmo...

Aprendi a enfrentar o medo...

Aprendi a enfrentar obstáculos...

Aprendi que não devo correr a 100Km/H na Zahran...

Além de tudo isso eu também aprendi que violência só leva a mais violência...

Porque já passei por diversas situações ao lado dele!

Obrigado por tudo o que nem pensava ter me ensinado!

2 de setembro de 2009

Anti-eletrônicos.

***Obaaaa... Comprei um celular...
Um mês depois:
- Olá, gostaria de deixar meu celular para consertar na garantia, parece que parou de fucionar!
Mais um mês depois:
- Oi, tudo bem? Gostaria que dessem uma olhada no meu celular, ele já veio pra ca mas continua com defeito.
Mais dois meses:
- Opá... Beleza? Tem como se fica com o celular aí pra arruma? Ainda nao ta bom.
Enfim... Ultima vez:
- Fala meu chapa... Valew pelo convite do casamento heim... Tem como por meu celular pra arrumar aí?

***Obaaaa... Comprei uma TV LCD...
Dois meses depois:
- Alô, gostaria de saber como faço para levar minha televisão para garantia, é uma Phillips LCD.
- Certo, eu posso agendar com você para os técnicos irem aí retirá-la.
- Obrigado!
Mais um mês depois que voltou da garantia:
- Olá de novo, gostaria que viessem buscar minha televisao em garantia, ela ja foi e mesmo assim nao esta boa.
- Ta certo, agendado.
- Obrigado!
Mais um mês depois:
- Oi Laurinha... tudo bem? Vim trazer minha tv para olhar de novo o problema continua...
- Ta bom entao...
- Beijos gata, tchau!
Enfim... Ultima vez:
- Oi linda... (Beijo meia-lua)
- Oi Ga...
- Entao... vim trazer minha televisao de novo.

***Obaaaa... comprei um notebook no paraguai.
Com quatro meses (Só esperou nao poder mais ir trocar...):
- Ow, meu note deu pau na memoria ram...
Com cinco meses:
- Ow, meu note ta dando problema no processador....
Com seis meses:
- Ow, meu note deu pau no HD....
Com sete meses:
- Ow, o LCD do note ta começando a piscar do nada...
Com oito meses:
- E aí, ta querendo comprar meu notebook? Ta baratinho!!!

***Obaaaa... Comprei um celular novo...
Nem sete dias:
- Olá, comprei o celular mas nem deu o prazo de sete dias ainda, queria troca-lo pois nao esta carregando.
- OK, vamos fazer a troca para o senhor.
Um mês de uso:
- Senha 584, balcão 3.
- Olá, gostaria de deixar meu celular na garantia, parou de funcionar o som dele.
Com tres meses de uso:
- E aí, beleza? Vim deixar meu celular, não está pegando mais sinal nenhum.
Dois dias depois de retirá-lo da garantia:
- Opá, amigão, meu celular não ficou bom não, agora ele além de não pegar sinal, também não ta tocando MP3.
\\\ Ligação para o fabricante do celular \\\
- Olá, sou o Fulano e meu celular já está na terceira ida para a garantia, gostaria de saber o que pode ser feito para corrigir o problema de uma vez.
- Certo, enviaremos um novo aparelho para o senhor, mas como não temos mais o modelo "N" lhe enviaremos o modelo "N + avançado".
- Putz, que bom... Muito obrigado.
\\\ Pensamento... \\\
- Que massa, vou gahar um celular filé!
Após a chegada do novo aparelho:
- Olha aqui meu chapa, essa bosta aqui ja foi enviada pra trocar um que só dava pau, agora também ta dando pau... Resolve aí pra mim.
Enfim...

E olha que na profissão de técnico ele normalmente arruma as coisas!!!

Abraços!!